quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A Relação Entre o Homem e a Natureza


A relação existente entre o Homem e a Natureza é tão antiga que é difícil prever seu início.

No início da raça Humana, quando nossa inteligência ainda era primitiva, o Homem não tinha poder sobre a Natureza, servindo-se apenas da coleta de frutos, da caça e da pesca para sobreviver. Assim, quando os bens naturais escasseavam, o grupo era obrigado a procurar outro local para se estabelecer.

Isso mudou por volta de 10 ou 12 mil anos atrás, quando ocorreu a chamada Revolução Neolítica, onde o ser humano, mais desenvolvido, começou a cultivar plantas e a domesticar animais.

O Homem tornou-se sedentário, utilizando a Natureza conforme seus interesses e necessidades. Desde então, a Natureza tem sido destruída por ações humanas em ritmo crescente, o que tem causado sérios danos ambientais.

Trabalho & Tecnologia


Conforme a inteligência humana foi crescendo, o Homem foi criando máquinas para facilitar seu trabalho. Um dos exemplos mais antigos de instrumentos construídos pelo Homem para esse fim foi o Arado, que aumenta a produtividade e facilita o plantio.


Instrumentos como o Arado e o Machado, utilizados há milhares de anos, vem causando transformações modestas no meio natural. Seu uso facilita o trabalho e não causa danos grandes, ou seja, o Habitat humano não é afetado de forma drástica.

Com a rápida e vertiginosa industrialização iniciada no século XVIII, iniciou-se um aumento da velocidade do trabalho humano, propiciado pelas novas máquinas surgidas desde então.

Porém o uso dessas máquinas, como a motoserra, causa danos profundos, violentos e rápidos na Natureza em um ritmo vertiginoso, o que não permite que os Recursos Naturais sejam repostos. 

Assim, o Homem está destruindo seu Habitat sem controle, evitando que os bens naturais se recuperem, e causando danos irreversíveis que já estão começando a afetar a vida humana de forma profunda.

Trabalho & Empresa


Esse é outro dos fatores que acelerou e ampliou a produção humana grandemente, e iniciou o consumo desenfreado que vem contribuindo para a destruição do Habitat humano.

Tudo começou por volta do século XV, no final da Idade Média, quando as bases fundamentais do Capitalismo começaram a ser criadas.


Tendo em vista que a base do sistema capitalista é a venda e a obtenção de lucro, um novo método de trabalho precisava ser desenvolvido para ampliar a produção.


Assim, foi criada o que ficou conhecida como Divisão do Trabalho, onde cada indivíduo da empresa é responsável por uma atividade única, sendo que cada fase produtiva é feita por um ou mais trabalhadores individualmente.


Esse sistema acelerou o processo produtivo, pois evitou o desperdício de tempo que existia para o trabalhador passar de uma tarefa para outra, desenvolveu a especialização do trabalhador, agora dedicado a uma única tarefa e, por fim, desenvolveu a criação de novas ferramentas adaptadas para o uso específico naquele serviço.

O problema que surgiu nesse método foi que, com a grande monetarização do trabalho a sociedade se tornou cada vez mais dependente desse sistema, e tornou os trabalhadores meras "mercadorias" dependentes da empresa para trabalhar.


Outro ponto foi o fato da civilização tornar-se cada vez mais dependente de suas máquinas  e menos dependentes das forças naturais, o que tornou as máquinas destrutivas presença obrigatória nas atividades humanas atuais, e vem acelerando cada vez mais a destruição dos recursos naturais.


Esse processo tem se juntado em tal proporção às atividades humanas que hoje é praticamente impossível separá-lo do dia-a-dia do trabalhador, e talvez seja fator determinante para a destruição da Natureza e conseqüentemente do ser humano...

10 comentários:

  1. Gostei do texto, parabéns

    ResponderExcluir
  2. Anonimo


    Analizando bem este conteúdo, eu diria que o homem nao destruiu a natureza, pois ambos interligam-se, apenas é simplesmente a evoluçao tecnólogica que ajudou o homem a sair da primitiva para moderno e assim houve toda essas mudanças.

    ResponderExcluir
  3. nossa, cuidado com os termos que não são cabíveis como ''menos inteligentes'', ''primitiva''....

    o home tinha maior contato com a natureza na antiguidade e idade média, a questão da religiosidade, paganismo.... e depois a dessacralização da natureza, isso não aconteceu por causa de um arado!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns! o texto tem uma ótima descrição dos acontecimentos ao longo da historia da humanidade, mostrando como as coisas se desenvolveram e chegaram a ponto em que estamos. O fato é que, atualmente, já nascemos capitalistas e egoístas, o que nos impede de aproveitarmos o que a natureza oferece sem destruí-la.Pois não pensamos no próximo, vivemos o presente e queremos todo o conforto possível, sem medir os danos que isso possa causar!

    ResponderExcluir
  5. o texto me ajudou muito e esta de parabens!!!

    ResponderExcluir
  6. vao se fude seu bando de vadias!!

    ResponderExcluir
  7. Vai tu, vagabundo...

    ResponderExcluir
  8. ODEIO HISTORIA, SÓ PELO TRABALHO DA ESCOLA

    ResponderExcluir
  9. Eu só gosto de história da parte das guerras e revoluções...o resto é uma SECA!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. ODEIO HISTORIA, SÓ PELO TRABALHO DA ESCOLA

    ResponderExcluir